Blog

Big Data para shows, festivais e eventos

Plataforma inteligente para a gestão e a produção de eventos. Tudo 100% online e sem a necessidade de equipamentos para a operação.

Os Millennials ou geração Y já são uma parte representativa da população na América e logo ganharão seu espaço como maioria no mercado de trabalho. Agora eles comandam cerca de $1.3 trilhão em gastos dos consumidores anuais. Mas, aonde essa geração abre suas carteiras?

Um estudo realizado em todo Estados Unidos sobre os Millennials ou Geração Y (definido como Americanos nascidos em 1980-1996, com idades agora entre 18-34 anos), revela que essa geração não apenas valoriza experiências, mas eles estão gastando tempo e dinheiro com elas: de shows e eventos sociais a atividades físicas, experiências culturais e eventos de todos os tipos.

Para esse grupo, a felicidade não está concentrada em bens materiais ou a status na carreira. Viver uma vida feliz e significativa depende de criar, compartilhar e capturar memórias adquiridas por experiências que ampliem o espectro de oportunidades na vida. Com a geração do Milênio agora contabilizando mais de um quarto do total da população dos EUA, o seu grande foco em vivenciar experiências suporta o crescimento de uma economia movida pelo consumo das experiências. A combinação do interesse dessa geração pelos eventos e o crescimento da habilidade deles em gastar está levando ao crescimento da economia das experiências ao vivo.

Nesse novo cenário, o setor de entretenimento tem se reinventado nos últimos anos. Não é mais uma novidade que estamos vivenciando a ‘Era da Big Data’. No âmbito empresarial, as empresas dos mais diversos setores vêm tomando decisões baseadas em dados para obter decisões mais assertivas, consequentemente impactando o público certo, otimizando ao máximo os seus recursos e permitindo uma redução nas eventuais perdas.

Quanto maior forem os dados coletados, melhor será o planejamento. Os produtores munidos de informações relevantes sobre o seu público conseguem fazer um direcionamento e levantamento mais efetivo de marketing, custo, posicionamento da marca e receitas.

Se pensarmos como era a interação e a divulgação de eventos ao vivo anos atrás podemos notar a mudança em comparação com os dias de hoje. Ações de marketing já são mais efetivas. As produtoras hoje conseguem atingir o público certo baseado em ações e eventos anteriores, na qual obtiveram dados importantes que permitissem esse contato direto com o público. Essa mudança reduziu os custos com marketing significativamente e permitiu que as produtoras projetassem experiências cada vez mais específicas para o público em questão. Grande parte em função da mudança de paradigmas que veio com as vendas de ingressos digitais. Permitindo que uma pessoa comprasse um ingresso sem ter que passar horas em uma fila. Em troca a produtora passou a movimentar mais as vendas e a obter dados básicos do seu público.

E se esses dados se estenderem ao A&B do evento? Quais seriam os impactos e os benefícios aos produtores? Seria possível o dimensionamento de toda a estrutura e produtos à venda no evento de acordo com a demanda do seu público-alvo. Um aumento significativo na movimentação do estoque resultando no aumento do ticket médio dos participantes. Além de uma negociação mais efetiva com parceiros de A&B das produtoras. Com base em toda essa data, os empresários do setor de entretenimento conseguem viabilizar projetos que até então eram operados na incerteza. Alguns pontos hoje já são baseados em dados como nas contratações de empresas terceirizadas e fechamentos de parcerias com grandes marcas.

 

A era dos eventos inteligentes

O produtor de eventos ganha cada vez mais espaço no mercado, entre outros motivos, devido à profissionalização na organização dos shows, festivais e eventos em geral. Nem sempre o idealizar de um evento se satisfaz com uma organização básica, uma vez que o público anda mais exigente e não está mais se satisfazendo com o módico.

Isso se deve em parte à tecnologia, que permite que com um custo baixo se organize shows e outros tipos de evento com muita eficiência. Nessa hora, a internet é uma grande aliada e é preciso saber dominar as ferramentas que ela dispõe. Além disso, como a grande maioria das pessoas está sempre conectada, é praticamente obrigatório usar recursos online para contatar o público que se deseja atingir.

Nesse novo cenário apresentado pelas grandes produtoras de eventos em que os shows e festivais passam a ser planejados baseados em dados, surge a Bilo. Uma plataforma que permite aos produtores de shows, festivais e outros tipos de eventos, a automatização de toda a operação de vendas nos eventos. A plataforma permite que em um só local o produtor faça a venda e o controle não só de ingressos, como também de todos os produtos que serão vendidos dentro do local. Conheça mais sobre a Bilo em www.getbilo.com.

 

Deixe um comentário!

0 Comentários

Comente